CBM define pré-calendário do BRMX 2021

 CBM define pré-calendário do BRMX 2021

Foto: Tiago Lopes/ CBM

O Campeonato Brasileiro de Motocross – BRMX – superou as expectativas dos apaixonados pelo off-road em meio a pandemia do último ano e deve voltar ainda mais forte para 2021. A CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) publicou no site oficial da entidade a lista com datas e locais pré-definidos para a temporada. Serão seis meses intensos de competição, com etapas que vão de abril a setembro deste ano.
O calendário será composto de sete circuitos: cada um em um local diferente do país.
O Paraná deve abrir a temporada no dia 11 de abril e em seguida, no dia 25, a competição segue para Santa Catarina. No dia 15 de maio a federação gaúcha deve encerrar o circuito Sul. Depois as provas vão para São Paulo, que deve sediar a 4 etapa em 20 de junho. Mato Grosso do Sul representa o Centro-Oeste e recebe a 5 no dia 4 de julho.
A 6 etapa será marcada pelo retorno do Rio de Janeiro a competição, no dia 15 de agosto. A última vez que o Estado recebeu provas oficiais de motocross foi em 2016, com etapa em Paty do Alferes, em um circuito que se tornou o preferido para muitos pilotos. Mudanças feitas no mesmo ano deixaram a pista do motódromo carioca mais rápida. Uma delas é a extensão do trecho entre as curvas 1 e 2, que permitiu aos pilotos uma abertura maior do motor.
Outra novidade para a temporada 2021 é que algumas das cidades escolhidas podem receber rodadas duplas, completando assim as dez etapas idealizadas pelo novo regulamento da modalidade. Hoje, o mínimo para exigido nas categorias Pró são seis etapas e nas amadoras quatro. A fórmula foi adotada em 2020, por conta da pandemia, e se mostrou eficaz.
Minas Gerais deve encerrar o ano em 12 de setembro.
Sujeito a alterações
As datas não devem mudar. Assim, as federações conseguem definir seus calendários de competições locais com antecedência. Já os locais do BRMX estão sujeitos a alterações, já que a realização de cada evento depende da aprovação da cidade cotada para sediar as provas. Por isso, os municípios ainda não foram divulgados.
Lembrando que os estados pré-listados também estao sujeitos a serem alterados. Portanto, as federações interessadas em sediar uma etapa da competição ainda podem se candidatar.
Segurança
Até que a situação de pandemia causada pela Covid-19 seja totalmente normalizada a CBM e as organizações locais continuaram seguindo as normas de biossegurança estipuladas pelos órgãos de saúde. A entidade foi a única da América Latina e uma das únicas do mundo a conseguir realizar uma competição completa da modalidade em meio a situação atípica, preservando a saúde do público e dos demais envolvidos.
Confira na íntegra o calendário pré-definido pela CBM:
11/04 – 1 CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS – PARANÁ (EM DEFINIÇÃO)
25/04 – 2 CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS – SANTA CATARINA (EM DEFINIÇÃO)
16/05 – 3 CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS – RIO GRANDE DO SUL (EM DEFINIÇÃO)
20/06 – 4 CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS – SÃO PAULO (EM DEFINIÇÃO)
04/07 – 5 CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS – MATO GROSSO DO SUL (EM DEFINIÇÃO)
15/08 – 6 CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS – RIO DE JANEIRO (EM DEFINIÇÃO)
12/09 – 7 CAMPEONATO BRASILEIRO DE MOTOCROSS – MINAS GERAIS (EM DEFINIÇÃO)
*Sujeito a alterações – Foto: Tiago Lopes/CBM